terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Paradigmas



Quando criança as comidas eram classificadas em doces ou salgadas e nunca se misturavam.

Abacate por exemplo era doce, e impensável em uma salada. Queijos eram salgados e inimaginaveis em uma sobremesa. A lógica era assim, simples e clara.

A abóbora me foi apresentada em forma de doce, logo qualquer coisa salgada feita com ela seria algo estranhíssimo e horroroso. Pelo menos essa era a idéia que eu tinha do tal do quibebe que minha vó cismava em fazer e não conseguia me convencer que valia a pena provar.

Ainda bem que o tempo passa, os paradigmas são quebrados, e assim hoje me delicio com guacamole e cheesecakes. E como abóbora já é um acompanhamento salgado constante aqui em casa, já era hora de testar uma receita de quibebe.

Nada mais é do que um purê de abóbora bem temperado.

Em uma panela coloque alho e cebola picados e um pouco de azeite. Depois de refogar acrescente a abóbora em pedaços (quanto menores os pedaços, mais rápido eles se desfazem, recomendo a abóbora japonesa, aquela da casca escura, fica bem saboroso).

Coloque sal, pimenta e duas colheres cheias de azeite de dendê. Refogue devagar pingando água quando necessário, até que fique na consistência de um purê, bem sequinho, portanto não exagere na água. Mexa sempre.

Depois que chegar no ponto finalize acrescentando requeijão e salsa e cebolinha para dar uma cor.

Acompanhamento perfeito com textura aveludada, cor incrível, e claro, sabor impressionante. É a típica receita que transforma uma refeição qualquer em uma ocasião especial.

2 comentários:

  1. Virguleta, vc está se saindo muito bem!!! ; )

    ResponderExcluir
  2. Rê, minha mãe faz um Quibebe muito bom.
    É usual aqui em casa. :)

    ResponderExcluir